Estado de Alagoas

Página Inicial
História
Notícias
Cidades
Maceió
Símbolos
Alagoanos Notáveis
Governadores
Principais destinos
Gastronomia
Folclore Alagoano
Cultura
Economia
Esporte e aventura
Praias
Lagoas
Artesanato
Aeroporto
Teatro Deodoro
Curiosidades
Livro de Visitas
Links
E-Mail

Dois Riachos - Alagoas

 

Os moradores mais antigos da cidade de Dois Riachos contam que o primeiro habitante do local foi Miguel Vieira de Novaes que chegou ao local no ano de 1907. Outra versão conta que Miguel Vieira teria encontrado alguns habitantes. Pouco tempo depois alcançaram a região por serviços de construção da estrada fazendo a ligação entre Delmiro Gouveia e Maceió. Miguel Vieira, muito conhecido no lugar, foi designado para chefiar a turma encarregada dos trabalhos naquele trecho.

Miguel Vieira aproveitou a oportunidade e construiu um barraco, começou um pequeno comércio, inclusive com hospedaria para viajantes, onde hoje está situada a Praça da Independência. Em 1936, foi atacado por um bando de cangaceiros chefiados por Corisco. Nessa época chegou a Garcia, como foi batizada a localidade, Júlio Firmino Lima que trouxe mais trabalhadores para os serviços da rodovia. Coube a ele a idéia da realização da primeira feira.

O nome Garcia foi dado por causa do riacho do mesmo nome que passa pelo local. O território de Dois Riachos pertencia a cidade de Santana do Ipanema até a emancipação política de Major Isidoro, quando passou a integrar o novo município. A situação permaneceu até 1960, quando as lideranças locais conseguiram sua autonomia administrativa através da Lei 2.238, de 7 de junho.

Os pontos atrativos do município são Pedra de Padre Cícero, a tradicional Feira do Gado e a localidade de Pai Mané. Entre as festividades destacam-se a Emancipação e a festa do padroeiro, São Sebastião.

Dois Riachos ficou conhecida nacionalmente devido a sua filha ilustre Marta, tida como a "Pelé" do futebol feminino.


Mapa do Site  |  Política de privacidade