Estado de Alagoas

Página Inicial
História
Notícias
Cidades
Maceió
Símbolos
Alagoanos Notáveis
Governadores
Principais destinos
Gastronomia
Folclore Alagoano
Cultura
Economia
Esporte e aventura
Praias
Lagoas
Artesanato
Aeroporto
Teatro Deodoro
Curiosidades
Livro de Visitas
Links
E-Mail

Ouro Branco - Alagoas

 

O povoado, onde hoje está o município de Ouro Branco, começou a surgir por volta de 1830, mas apenas em 1881, quando Domingos Gomes mandou construir uma capela de pedra, os moradores das regiões vizinhas começaram a se mudar para a região, Domingos Gomes chegou ao município vindo de Minas Gerais, e logo comprou terras da família Paranhos.

Líder na época escolheu o padroeiro Santo Antonio e deu o nome de Olho D`Água do Cajueiro, nome de uma cacimba que ficava embaixo de um grande cajueiro conhecido na região, à vila que se formava. Após alguns anos, Gomes regressou a Minas e seu filho, Francisco Gomes, deu nova dimensão e novo nome ao povoado, que passou a se chamar Olho D`Água do Chicão.

No ano de 1901, foi elevado à categoria de vila e chegou a sofrer ataques dos bandos de Lampião e Antonio Purcino. Anos depois, chegou à vila Antonio Giló de Campos que, impressionado com a brancura das imensas plantações de algodão, escolheu o nome Ouro Branco para a futura cidade.

A partir dessa época, a cidade não parou de crescer, incentivando Luiz Gonzaga de Carvalho, José Limeira Lima, Francisco Sotero Ângelo e José Soares da Silva a iniciarem o movimento pela emancipação. O município, porém, só foi desmembrado de Santana do Ipanema em 1962 por meio da Lei 2.445.

Ouro Branco chamou a atenção da comunidade científica, que tem realizado estudos geológicos em dois de seus pontos atrativos: a Pedra da Capelinha e o Lajedo Grande. Entre as festividades destacam-se a festa do padroeiro, dia 01 a 13 de junho, a festa do dia da Independência, dia 7 de setembro e a da Emancipação Política, no dia 21 de junho.


Mapa do Site  |  Política de privacidade