Estado de Alagoas

Página Inicial
História
Notícias
Cidades
Maceió
Símbolos
Alagoanos Notáveis
Governadores
Principais destinos
Gastronomia
Folclore Alagoano
Cultura
Economia
Esporte e aventura
Praias
Lagoas
Artesanato
Aeroporto
Teatro Deodoro
Curiosidades
Livro de Visitas
Links
E-Mail

Palmeira dos Índios - Alagoas

 

Os índios Cariris e Xucurus foram os primeiros habitantes do atual município, na metade do século XVII. Viviam em meio a um abundante palmeiral que constituía a vegetação local, razões pela qual o nome do município passou a ser Palmeira dos Índios.

Em 1770, o frei Domingos de São José construiu a primeira igreja. E em 1798 foi criada a freguesia de Palmeira dos Índios, e no ano de 1835, o povoado foi elevado à categoria de vila, desvinculando-se de Anadia. Em 1846, voltou à condição de distrito, em conseqüência das lutas políticas entre famílias locais, que estacionaram economicamente o lugar. Sete anos depois Palmeira retorna à categoria de vila, recuperando seu desenvolvimento e sendo elevada à cidade em 20 de agosto de 1889.

Conhecida como a "Princesa do Sertão", Palmeira dos Índios tem também a origem ligada à lenda do casal de índios Tilixi e Tixiliá. Conta-se que, há 200 anos atrás, Tixiliá estava prometida ao cacique Etafé, mas era apaixonada pelo primo Tilixi. Um beijo proibido condenou Tilixi à morte por inanição. Ao visitar o amado, Tixiliá foi atingida por uma flecha mortal de Etafé, morrendo ao lado de Tilixi. No local, nasceu a palmeira, que simbolizava o amor intenso do casal.

A cidade tem como atrações turísticas o Museu Xucurus, localizado na igreja do Rosário, construída pelos escravos no século XVIII, Casa Museu de Graciliano Ramos, com pertences legítimos, Aldeia da Cafurna, aldeia com remanescentes dos Xucurus e Cariris, além do Cristo do Goiti com o teleférico, vista panorâmica da cidade. Entre as festividades, destacam-se a Festa de Reis, em janeiro, Semana do Índio, no mês de abril, Festival da Pinha e São João em junho, Emancipação e Feira de Arte e Cultura em agosto, Semana Graciliano Ramos, em outubro e a festa de N.Sra. do Amparo, no mês de dezembro.

LocalizaçãoMunicípio da Região Agreste do Estado de Alagoas
Área462,5 km²
Limites Minador do Negrão, Cacimbinhas, Igaci, Estrela de Alagoas, Belém, Mar Vermelho, Paulo Jacinto, Quebrangulo e Bom Conselho (PE)
Altitude342 m
ClimaQuente e seco
Temperatura média anual25º C
Distância da Capital134,8 km
EconomiaAgricultura, pecuária e indústrias
Divisão AdministrativaPalmeira dos Índios-sede, Caldeirões de Cima e Canafístula
População68.002 habitantes (2000)
Criação do Município20 de agosto de 1889
CEP57600-000
DDD82

Mapa do Site  |  Política de privacidade