Estado de Alagoas

Página Inicial
História
Notícias
Cidades
Maceió
Símbolos
Alagoanos Notáveis
Governadores
Principais destinos
Gastronomia
Folclore Alagoano
Cultura
Economia
Esporte e aventura
Praias
Lagoas
Artesanato
Aeroporto
Teatro Deodoro
Curiosidades
Livro de Visitas
Links
E-Mail

Pariconha - Alagoas

 

As famílias Teodósio, Vieira, Viana e Félix iniciaram a povoação do atual município de Pariconha, no início do século XIX, estabelecendo a agricultura e a pecuária, principalmente, com a criação de animais de pequeno porte. Fixando-se numa localidade denominada "Povoado Caraibeiras dos Teodósios", às margens do rio Moxotó, a família Teodósios ainda hoje encontra os descendentes na região. As outras famílias colonizadoras da região se estabeleceram no local onde hoje está a sede do município.

Cerca de 20 anos após a chegada dos primeiros colonizadores, um grupo da tribo de índios Jaripancós, originários do município de Tacaratú, em Pernambuco, precisamente de uma localidade chamada Brejo dos Padres, instalaram uma aldeia na Serra do Ouricuri, nas proximidades da atual cidade. A aldeia, hoje, recebe atendimento da Fundação Nacional do Índio (FUNAI).

Segundo a história local, um ouricurizeiro cujos frutos continham duas conhas, como eram chamadas às polpas desses frutos, deu origem ao nome da cidade, conhecida, inicialmente como "Par-de-Conha" e, depois, simplificado para Pariconha. O Distrito Judiciário de Pariconha e seu Cartório de Registro Civil foram criados pela Lei 2.240, de 1° de maio de 1962, o último foi instalado dez anos depois.

O município foi criado pela Constituição Estadual em 5 de outubro de 1989, desmembrado de Água Branca, sua instalação definitiva ocorreu no dia 1° de janeiro de 1993. Entre os destaques de suas festividades estão a festa da emancipação e a do padroeiro, Sagrado Coração de Jesus.


Mapa do Site  |  Política de privacidade