Estado de Alagoas

Página Inicial
História
Notícias
Cidades
Maceió
Símbolos
Alagoanos Notáveis
Governadores
Principais destinos
Gastronomia
Folclore Alagoano
Cultura
Economia
Esporte e aventura
Praias
Lagoas
Artesanato
Aeroporto
Teatro Deodoro
Curiosidades
Livro de Visitas
Links
E-Mail

Poço das Trincheiras - Alagoas

 

Na época da ocupação holandesa no Brasil, chegou a Penedo um fidalgo da corte, que havia sido deportado, morou muitos anos com uma filha até que ela se casou e foi viver perto do rio Ipanema. O sobrenome Wanderley, da filha do fidalgo, constituiu a família que nos dias de hoje ainda tem influência na região. Alguns anos depois do casamento, foi morar na localidade João Carlos de Melo que, unindo-se aos Wanderley, teve destacada atuação no desenvolvimento do povoado.

A denominação do município vem do fato de ter existido um grande poço, hoje aterrado, próximo ao rio Ipanema. No local foram construídas trincheiras de pedra, para a população se defender de um possível ataque holandês. A fertilidade das terras e as boas condições de pasto foram os grandes atrativos para que inúmeras famílias se transferissem para a região, promovendo o crescimento do povoado.

Na luta pela emancipação de Poço das Trincheiras destaca-se o nome de Osman Medeiros. A Lei 2.100, de 15 de julho de 1958, concedeu autonomia administrativa ao povoado, com território desmembrado de Santana do Ipanema. A instalação oficial aconteceu no dia 20 de janeiro de 1959.

Alem dos grandes atrativos naturais, o município de Poço das Trincheiras, revela as características festivas de sua população em uma dupla comemoração, que atrai grande número de visitantes em busca da animação e hospitalidade da cidade: a Festa da Emancipação Política e a do Padroeiro, São Sebastião, comemoradas num único dia 20 de janeiro.


Mapa do Site  |  Política de privacidade