Estado de Alagoas

Página Inicial
História
Notícias
Cidades
Maceió
Símbolos
Alagoanos Notáveis
Governadores
Principais destinos
Gastronomia
Folclore Alagoano
Cultura
Economia
Esporte e aventura
Praias
Lagoas
Artesanato
Aeroporto
Teatro Deodoro
Curiosidades
Livro de Visitas
Links
E-Mail

São Luiz do Quitunde - Alagoas

 

A história de São Luiz do Quitunde antecede ao período das invasões holandesas. Em 1624, Albert Sourth, que integrava as tropas de Van Dorth, seguindo para a Bahia encontrou um povoado indígena, o qual deu o nome de "Poço dos Veados".

Em 1635, os holandeses estiveram em São Luiz do Quitunde quando Sigismundo Van Scopp perseguia Matias de Albuquerque. Na região ergueram um forte, num morro que ficava à margem esquerda do rio Sauassuí (hoje Paripueira). Nas terras de São Luiz construíram um canal revestido de ladrilhos por onde realizavam o embarque de madeira. Em 1834 houve um movimento denominado "lisos e cabeludos" e muita gente morreu. O engenho Santo Antonio Grande, de José Paulino, foi um dos mais destruídos. Nessa época já existia o povoado, próximo ao rio Catainha, por onde escoavam os produtos da região.

Em 1870, o major Manoel Cavalcante doou as terras dele ao filho, Joaquim Machado, para que ele transferisse o movimento para o local. Era a fazenda Castanha Grande. Depois da mudança, quatro trapiches foram construídos para receber o açúcar produzido. O nome foi uma homenagem ao Rei Luiz de França. Quitunde era o nome de um engenho do povoado. Na língua africana "Condunde", um peixe encontrado no rio Santo Antonio. Em 1892, uma lei elevou São Luiz à categoria de cidade, desmembrada de Passo de Camaragibe.

As festividades fazem parte do calendário de atrações de São Luiz do Quitunde: Festa da padroeira, Nossa Senhora da Conceição, dia 08 de dezembro, o tradicional carnaval e a festa da Emancipação, dia 16 de maio.


Mapa do Site  |  Política de privacidade